Franquia Kobrasol

Secagem de Vasinhos - PEIM

  • R$ 99,90
  • Código: Emp 15

  • Corra antes que acabe!!!
    Vagas Disponíveis: (10)

Compre agora e agende e realize o seu procedimento até o final de 2021 Deseja atendimento em outra Unidade?

Tags: Microvasos, Tratamento Corporal

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO - PROCEDIMENTO ESTÉTICO INJETÁVEL PARA MICROVASOS


IDENTIFICAÇÃO DA PACIENTE

 

NOME COMPLETO :                                                                                                                                           

 

R.G.                                                                                       SEXO :                                                           

 

IDADE :                                          

 

ENDEREÇO :                                                                                                                                           

 

I- DADOS DO PROCEDIMENTO

 

Popularmente chamados de microvasos, as telangiectasias surgem nas pernas, rosto, principalmente no nariz. Dificilmente representam um problema de saúde, e, na maioria das vezes, apenas um problema estético que incomoda as mulheres.

O PEIM- Procedimento Estetico Injetavel de Microvarizes (escleroterapia líquida/química) em microvarizes e veias reticulares é um dos procedimentos mais procurados em clinicas de estetica e o princípio básico é eliminar a veia varicosa, com uma injeção de substância esclerosante no interior do vaso, provocando a destruição de sua camada endotelial, levando à fibrose daquele vaso, com o seu desaparecimento.

Na escleroterapia química é utilizada uma injeção contendo uma substância denominada glicose 75 % que é aplicada no interior da veia, por meio de uma agulha muito fina. Estas são divididas em sessões que variam em número de acordo com a quantidade de veias de cada paciente.

A glicose a 75% é o líquido mais utilizado para realização da esclerose química de Microvarizes (Vasinhos). Isto porque é um líquido natural, presente no nosso organismo, que não causa alergias. Também não se corre o risco de produzir úlceras pós escleroterapia. Além disso, é um método extremamente eficaz para destruir as Microvarizes.


II- EFEITOS DA APLICAÇÃO

Hiperpigmentações, aparecimento de telangiectasias (vasinhos) secundárias mais finas que as originais, edema temporário, urticária localizada, necrose cutânea (úlcera).

1.Hiperpigmentação Pós – Escleroterapia Está muito relacionado ao tamanho do vasinho em que é realizada a escleroterapia. Microvarizes de até 3mm não costumam hiperpigmentar (manchar). Microvarizes mais grossas (vênulas) pequenas, quando destruídas pela escleroterapia, podem liberar muito ferro e dar um aspecto manchado na pele. Quando ocorre a hiperpigmentação o indicado é não pegar Sol até que a hiperpigmentação desapareça.Mesmo que ocorra a Mancha, esta costuma melhorar com tratamento adequado.


2. Aparecimento de vasinhos secundários mais finos. Quando realizamos a escleroterapia, algumas Microvarizes somem por completo e, outras ficam muito mais finas. A melhora estética geralmente é extremamente significativa, mas alguns vasinhos muito finos podem persistir após a escleroterapia.

Quando as Microvarizes ficam tão finas que a Escleroterapia já não possibilita uma melhora significativa, está indicado o Tratamento a Luz Pulsada das Telangiectasias (Microvarizes mais finas).


3. Edema Temporário no local da aplicação

Logo após a escleroterapia, a região em que foi feita o procedimento pode ficar esperada pela injeção do líquido esclerosante.


4. Urticária Localizada

Da mesma maneira que ocorre inchaço a resposta inflamatória também pode gerar Coceira (urticária).


5. Necrose Cutânea (úlcera)

Quando o líquido esclerosante é injetado em vasinhos muito finos, o líquido pode extravar na pele e gerar pequenas feridas (casquinhas marrons). Estas pequenas feridas costumam cicatrizar muito bem e não deixam marcas, desde que a(o) paciente não se exponha precocemente ao Sol. Úlceras maiores não costumam acontecer com a injeção de glicose a 75%, que é utilizada em nosso consultório. Apenas com outros esclerosantes.


III- CONTRA-INDICAÇÕES

Mulheres gestantes e lactantes; Usuários de medicamentos anticoagulantes e ácidos no local do tratamento; Gestação; Diabetes; Puerpério com amamentação; Alergia conhecida aos componentes do produto; Herpes ativa; Pessoas portadoras de doenças autoimune de pele ou dermatites; Pacientes com febre;


Para desmarcar, informar com 24 horas de antecedência, o não comparecimento e/ou desmarcado com 24 horas de antecedência caracteriza a sessão como realizada.

Declaro ter lido e compreendido todas as informações acima. Todas as minhas perguntas foram respondidas anteriormente pela Biomedica Responsavel. Eu aceito os riscos e possíveis complicações inerentes a este procedimento e quero submeter-me ao mesmo.


_____________________________, ____/___/_____


___________________________________________

Assinatura da(o) Paciente

É realizada uma injeção com uma concentração de glicose a 50 ou a 75%, diretamente nas varizes, até que elas desapareçam completamente.

A escleroterapia com glicose funciona, mas para isso são necessárias em média 3 a 5 sessões, realizadas 1 vez por semana, para se conseguir eliminar a maioria das varizes de pequeno calibre.

glicose é recomendada na maior parte dos pacientes, pois ela é, em geral, melhor tolerada pelo organismo, não causando alergias e complicações.

Contudo, as picadas podem causar dor e deixar manchas na pele.

Após uma sessão de escleroterapia, deve-se usar durante o dia meias de compressão elástica, tipo Kendall, e evitar a exposição solar.


Benefícios:

Eleva a Autoestima.

Acaba com dores na região.

Melhora a circulação sanguínea.

Fortalece os vasos sanguíneos.


Contra Indicações:

Gestantes e Lactantes.

Neoplasia.

Infecções locais.

Diabéticos.

Pacientes com problemas circulatórios.




Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.